segunda-feira, 30 de julho de 2012

Douçura.



Doçura é a maestria dos sentidos. 
Olhos que veem o fundo das coisas...
Ouvidos que escutam o coração das coisas...
Boca que fala a essência das coisas...
Doçura é o resultado de uma longa jornada
interior ao âmago da vida e a habilidade de lá 
descansar e assistir. O que é realmente doce 
nunca pode ser vítima do tempo...
Porque doçura é a qualidade 
da pessoa cuja vida tocou a eternidade.

Brahma Kumaris

5 comentários:

Valéria disse...

Oi Ieda!
Liiindo!
Não podemos deixar desaparecer de nós esta doçura que nos faz perceber as amenidades da vida.
Beijinhos!

Ailime disse...

Lindo!
E doçura é isso tudo. Atravessar a vida aceitando com suavidade e mansidão tudo o que encontramos na nossa jornada.
Um beijinho doce.
Ailie

Suelen Muniz disse...

Lindo,ao ler não pude deixar de imaginar Caio f. que sempre falava:que seja doce!
Depois de ler esse pensamento pude compreender ainda mais o significado dessa expressão.
abraço,=)

vieira calado disse...

Obrigado pela partilha. Não conhecia.
Saudações poéticas!

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Ieda
o que postou sobre os olhos é precioso!!!
Agradeço o seu carinho divulgando na sua página inicial e comentando a Série Comemorativa do meu Blog...
DEUS te abençoe e te cubra de bênçãos!!!
Bjs fraternos e festivos de paz

Voltar ao topo