domingo, 9 de outubro de 2011

A estrela verde.


Era uma vez... 
Milhões e milhões de estrelas no céu. Havia estrelas de todas as cores.: brancas, lilazes, prateadas, douradas, vermelhas, azuis.
Um dia, elas procuraram o Senhor Deus, Todo-Poderoso, o Senhor Deus do Universo e disseram-lhe:

- Senhor Deus, gostaríamos de viver na Terra, entre os homens.

- Assim será feito, respondeu Deus. Conservarei todas vocês pequeninas, como são vistas, e podem descer à Terra.

Conta-se que naquela noite, houve uma linda chuva de estrelas. Algumas se aninharam nas torres das igrejas, outras foram brincar e correr com os vagalumes, no campo, outras misturaram-se aos brinquedos das crianças e a Terra ficou maravilhosamente iluminada. Porém, passado algum tempo, as estrelas resolveram abandonar os homens e voltar para o Céu, deixando a Terra escura e triste.


 

 - Por que voltaram? perguntou Deus, a medida que elas chegavam ao Céu.

- Senhor, não nos foi possível permanecer na Terra. Lá existe muita miséria, muita desgraça, muita fome, muita violência, muita guerra, muita maldade e muita doença.
E o Senhor lhes disse:

- Claro, o lugar real de vocês é aqui no Céu. A Terra é o lugar do transitório, daquilo que se passa, do ruim, daquele que cai, daquele que erra, daquele que morre, é onde nada é perfeito. Aqui no Céu, é o lugar da perfeição. O lugar onde tudo é imutável, onde tudo é eterno, onde nada perece.

Depois de chegarem todas as estrelas e conferindo o seu número, Deus falou de novo:

- Mas está faltando uma estrela. Perdeu-se no caminho?

Um anjo, que estava perto retrucou:

- Não, Senhor. Uma estrela resolveu ficar entre os homens. Ela descobriu que seu lugar é exatamente onde existe imperfeição, onde há limites, onde as coisas não vão bem.

- Mas que estrela é essa? Voltou Deus a perguntar.

- Por coincidência, Senhor, era a única estrela dessa cor.

- E qual é a cor dessa estrela? insistiu Deus.

E o anjo disse:

- A estrela é verde, Senhor. A estrela verde do sentimento de esperança.

E quando então olharam para a Terra, a estrela não estava só.

A Terra estava novamente iluminada, porque havia uma estrela verde no coração de cada pessoa. Porque o único sentimento que o homem tem e Deus não tem é a esperança. Deus já conhece o futuro, e a esperança é própria da natureza humana. Própria daquele que cai, daquele que erra, daquele que não é perfeito, daquele que ainda não sabe como será seu futuro.

Que a estrela verde permaneça sempre em nossos corações!

Desconheço a autoria.


9 comentários:

Maria da Graça Reis disse...

Lindo!

Beijos

Orvalho do Céu disse...

Olá, queria
Os amigos da gente são as nossas estrelas ainda que o mundo escureça...
Vc é uma delas...
Bjm de paz e ótima segunda

Ana Jardim disse...

Que lindo!
Deus é perfeito e soube colocar tudo no lugar certo,às vezes podemos até não compreender, mas com o tempo percebemos que tudo é para o nosso bem.
bjus e

Élys disse...

Uma história muito bonita e cheia de esperança. Que ela permaneça sempre em nossos corações.
Beijos.

✿ chica disse...

Lindo demais!!!Uma boa noite cheia de bençãos ainda nesse dia!chica

Misturação - Ana Karla disse...

Também achei, lindo, lindo, lindo.
Há esperança sim.
Xeros

Misturação - Ana Karla disse...

Fiquei tão empolgada com a poesia, que esqueci de dizer que fiquei alegre em te ver no Misturação. rs
Xeros

Denise disse...

Mais do q a esperança, é importante termos objetivos claros, traçar metas q nos auxiliem a alcançar esses objetivos e nos esforçarmos para realizá-las. A vida é feita de muito trabalho, para q possamos nos aprimorar e progredir sempre. Muita paz!

Vieira Calado disse...

Eu, por mim,

tenho um jardim nos olhos!

Beijinho

Voltar ao topo