quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Cura Senhor...

 


Todos nós precisamos de uma cura interior, pois ao longo de nossas vidas sempre vivenciamos problemas e sofrimentos que nos afetam, sejam eles físico, espiritual ou emocional.
Jesus com a sua própria metodologia, em toda a sua vida, abençoou, curou e libertou aqueles que vinham até Ele. Havia Nele esta graça restauradora de curar as feridas, de libertar para que fossem “verdadeiramente livres”. O maravilhoso de tudo isto é que Ele, o Senhor, não guarda para si seus métodos, quer nos ensinar, quer, na verdade, que aprendamos com Ele para que mais e mais pessoas possam desfrutar da alegria da cura e libertação.
Quando estamos doentes, vamos ao médico e ele meticulosamente cuida de nós, a fim de nos curar. Esse zelo é acentuado quando cuidamos das nossas emoções com um grande médico, Jesus. Marta disse a Jesus: “Aquele que você ama está doente”; É preciso ser honesto consigo mesmo para descobrir o problema e admitir que está doente, e pedir em oração para que o Senhor lhe dê coragem para olhá-los de frente e  então aceitar que pode ser definitivamente curado.



Antes de rezar pela cura interior, é preciso entender o que Jesus disse na parábola do fariseu e do publicano (cf.Lc18,9). O fariseu reza a Deus e diz: “Senhor tu sabe quanto rezo, jejuo e sou bom e sei que sou melhor que este publicano”. O publicano por sua vez, ficou do lado de fora do templo, ajoelhado e disse para o Senhor que a vida dele estava uma confusão e peddiu ajuda. Jesus diz que o publicano voltou para casa curado, justificado, e o fariseu não.
A cura interior requer honestidade e humildade: diga para o Senhor que precisa de cura, admita que ainda tem problemas e procure saber qual deles é o maior.
Quando nos ocupamos dos nossos sofrimentos,ficamos focalizados nos sintomas ( dor de cabeça, depressão, urticária etc.) ou naquilo que nos feriu ( brigas, agressividade, morte, separações etc.), e sempre comentamos sobre o que nos aconteceu recentemente.
Talvez não seja esta a causa real dos problemas, mas a gota d’água que faltava para transbordar o copo. Então continuamos remoendo aquilo que mais nos feriu, que está doendo mais, nos sintomas mais forte, naquilo que é para nós o problema. O fato é que muitas vezes, o que menos aceitamos é aquilo que mais representa importância em cura interior e, por ter medo de manter essa situação viva em nossa mente, não nos abrimos para a cura interior.
A depressão nada mais é do que um sintoma de que algo não está bem em nós, sendo que as causas podem ser várias ou apenas uma. Assim é com as dores de cabeça, enxaquecas, dores nas costas, sabemos que tudo são sintomas de um problema. Não adianta rezar apenas pelos sintomas, e sim também pelos problemas.  Podemos até rezar pela dor de cabeça, mas, se não tocarmos na raiz dessa dor, ela certamente voltará.
Cura Senhor onde dói, cura Senhor bem aqui, 
cura Senhor onde eu não posso ir!

Texto do livro, cura Senhor onde dói, do Pe. Vagner Baía.

6 comentários:

Maria Luiza disse...

Que feliz postagem, menina. Estou aqui encantada ouvindo o Pe. Antonio Maria com Roberto Carlos. Parabéns! Cura Senhor, onde dói! Linddo demais! Obrigada pela imensa beleza de prece nessa partilha!!

Ailime disse...

Amiga,
Que mensagem maravilhosa que neste momento eu precisava relembrar.
"Cura, Senhor onde dói," .
Eu confio em Ti.
Muito grata por esta excelente partilha.
Muita luz e paz no seu coração.
Beijinhos,
Ailime

claudete disse...

Que bonito e acalentador, o Senhor nos cura e nos mostra o caminho e a verdade. Neste momento tantos necessitam acreditar e ter Fé, oremos por eles também. Abraços.

Maria Alice Cerqueira disse...

Querida amiga
Especialmente hoje eu vim agradecer o seu carinho e apoio ao meu trabalho!
Muito Obrigado de todo o coração!
Abraço muito amigo!
Maria Alice

Élys disse...

Elevando o nosso pensamento através da oração, receberemos sempre as vibrações de cura do Grande Mestre.
Beijos Bom fim de semana

Beta disse...

Lindo querida.
Eu estava precisando ler algo assim hoje.
bj

Voltar ao topo