terça-feira, 9 de agosto de 2011

Um grande Rei.


Alexandre o Grande foi príncipe e rei da Macedônia. Foi o mais célebre conquistador do mundo antigo.
Quando à beira da morte, convocou  todos os seus generais  e relatou os seus três últimos desejos:
1º Que o seu corpo fosse transportado pelas mãos dos médicos da época.
2º Que fosse espalhado no caminho até seu túmulo, os seus tesouros conquistados ( ouro, prata e pedras preciosas...).
3º Que suas mãos fossem deixadas  balançando no ar, fora do caixão, à vista de todos.
Um  dos generais admirados com esses desejos insólitos, perguntou a Alexandre quais as razões. Alexandre explicou:
1º Quero que os mais eminentes médicos carreguem meu caixão para
mostrar que eles não têm poder de cura perante a morte;
2º Quero que o chão seja coberto pelos meus tesouros para que as pessoas possam ver que os bens materias aqui conquistados, aqui permanecem;
3º Quero que as minhas mãos balancem ao vento para que as pessoas
possam ver que de mãos vazias viemos e de mãos vazias partimos.

“Uma tumba agora basta àquele para quem cujo mundo não era o bastante.”

Esta é a nossa verdadeira propriedade: o que trouxemos aqui quando chegamos, e o que levamos daqui quando partimos.
Que continuamos buscando nossos sonhos, mas que nos lembramos sempre de viver intensamente, de usufruir de nossos sentimentos e emoções, pois embora as coisas materiais sejam importantes para nós, elas aqui ficam.  Já os sentimentos e as emoções nascem conosco e nos acompanharão para a eternidade.

Alexandre, o Grande, nasceu em 20 de Julho de 356 a.C. e morreu em 10 de Junho de 323 a.C. vitimado por febres desconhecidas (provavelmente malária), que nenhum dos seus médicos conseguia curar. Morreu sem completar  trinta e três anos.
Seg: pesquisa da internet.
 

5 comentários:

Suziley disse...

Oi, Esplendor da Criação, de fato, daqui só levamos o bem que fazemos, um grande beijo no seu coração, boa semana :)

Élys disse...

Aqui, chegamos de mãos vazias e assim vamos voltar. Levaremos apenas a pureza que o nosso coração conquistar
Beijos.

Maria Luiza disse...

Muito interessante esse conto, ou essa lenda. Já a conhecia e ela nos leva a refletir certos valores, sim, e como!!! Tu és pó e ao pó tu retornarà s. Pó é pó! Trago-te um convite: Amanhã, dia 11/08, dia de Santa Clara, venha celebrar comigo o primeiro aninho do meu blog: www.sentidomaior.blogspot.com. Sua presença me alegrará muitíssimo! Bjbjbj!!!

Otelice disse...

Belo texto.
è ela, a esperança, que nos impulsiona e nos fortalece, na espera e nos projeta para a Fé que não se finda e que nos instrui e, assim, nos garante, a cada dia, o encontro com o nosso Deus.
Paz e Bem.

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Ieda
Somos pó... viemos dele e voltamos pra ele...
Vamos levar as boas ações somente...
Isso agrada muito a Deus...
Bjs de paz

Voltar ao topo