quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Nossa saúde.



Nossa saúde deve ser não apenas forte, mas invencível; tão perfeita que nada melhor se possa imaginar e nada pior se possa tocá-la. “De- me saúde e um dia tornarei ridícula a pompa dos imperadores”, disse Ralph Waldo Emerson, que visava à vitalidade exuberante em tudo.
Ninguém melhor que ele fez o bem-estar normal parecer tão divino: O universo pertence a cada indivíduo que nele habita; é dele, se o quiser.  Pode desviar-se dele; pode encolher-se num canto e abdicar de seu reinado, como a maioria dos homens, mas, por sua própria constituição, o homem tem direito ao mundo.”


A constituição do homem, sua mente e seu corpo, sintoniza-o com o universo e lhe dá direito sobre ele. Se Emerson estiver certo, devemos olhar com mais atenção e  ver o que é  necessário para apropriar-nos do que por direito nos pertence. Perdemos a saúde perfeita, pura e invencível e se a reconquistarmos teremos reconquistado o mundo.
Emerson nos lembra que não devemos ser pequenos. Toda vez que leio seus textos, sinto o sol irradiando de uma alma, me vejo em companhia de um deus andarilho, vibrante e queimado de sol, que me traz notícias de terra quente e vital. Sobre esta terra ele vagueia como senhor absoluto. Lá sempre nos levantamos saudando as mesmas condições serenas – saúde e um dia. Essa terra plena envolve a mente e o corpo saudáveis de Emerson e, enquanto o tenho como companhia, acredito que sou um titã: “O homem é um deus em ruínas. Quando os homens são inocentes terão vida longa e passarão para a imortalidade tão suavemente como acordamos de nossos sonhos.”
No entanto, já vai longe o tempo em que tais pensamentos tinham valor. Acordar para a imortalidade? Não. Tem havido tantas guerras, tantas doenças, montanhas de desilusões. Eventualmente aparecerá um homem tão saudável quanto Emerson que será descartado como otimista. Emerson tenta animar as pessoas, porém, mais que isso, procura devolver-lhes os direitos adquiridos por nascimento. Sua motivação é sua própria saúde, que baniu a fraqueza e abriu espaço para a compaixão.
O curso do amor e da compaixão foi delineado com clareza vezes sem conta, e, principalmente, os verdadeiros curadores dizem que a vida deve ser natural.
“Não importa quanta água jorre de uma nascente não poderemos carregá-la em cântaros rachados.”
Citações do livro fonte de vida: Deepak Chopra.

6 comentários:

Valéria disse...

Oi Ieda!
Bela reflexão! Hoje já nos damos por feliz em termos boa saúde, que é o que importa mesmo materialmente, a imortalidade só do legado que deixamos, se o deixamos.rsss

Beijos!

Lindalva disse...

É minha amiga sempre digo com saúde tudo posso, então devemos nos cuidar. Querida entro de férias dia 1º e dia 3 embarco para Portugal, mas não iria sem fazer uma festinha, na Ilha tem o convite para festa aparece lá e pega e dia 1º te espero para o regabofe :-) beijos doces no coração!

Malu disse...

Devemos nos preocupar com toda a nossa saúde para que esta aja em sintonia com todas as coisas do UNIVERSO.
Saúde física, mental e a que todos esquecem - a ESPIRITUAL...
Abraços, minha amiga!

Sandra disse...

A nossa saude é o nosso bem mais precioso.
Um forte abraço para ti amiga.
Sandra

Pelos caminhos da vida. disse...

Saúde é o maior presente divino.

Fim de semana de luz.

Gratificante te ver Pelos Caminhos da Vida, estava com saudades.

beijooo.

Vieira Calado disse...

Muito obrigado pelas suas amáveis palavras,
em relação ao que escrevo.

Bem haja!

Voltar ao topo