quarta-feira, 4 de maio de 2011

O valor da auto estima.



Lições para vencer os desafios do dia a dia e manter-se de pé diante das adversidades.

A importância da auto estima na vida de uma pessoa é como uma coluna vertebral de sustentação. Auto quer dizer “a si próprio” auto referente. ”Estima” é igual a amor, valor. A união dessas palavras significa “amor por mim” Amor por  mim quer dizer “eu poder me olhar no espelho e me reconhecer”, pode me sustentar em quem eu sou no meu coração.
Pessoas com a autoestima elevada tem mais energia, motivação e iniciativa.
Auto estima elevada significa que o motor do carro está funcionando bem. Significa que o coração está pulsado porque as veias não estão entupidas. O metabolismo está em funcionando, podendo digerir as situações adversas que a vida apresenta. Um raciocínio claro e um coração desobstruído e em funcionamento geram saúde.  Nos sentimos  mais estimulados energética, psíquica, física e espiritualmente. A motivação passa a ser tão certa quanto o nascer de cada dia. Uma vida com sentido de continuidade.
Pessoas com auto estima elevada estão mais atentas às oportunidades. O que são oportunidades?
Oportunidades são os fatos inesperados ou esperados que surgem  na nossa vida e que podem modificá-la. O que nos torna aptos a reconhecer oportunidades?  Elas só são reconhecidas quando eu me sinto capaz de agarrá-las. Essa força brota quando me reconheço preparado. Por exemplo: uma oportunidade no mercado de trabalho. Posso ter todos os requisitos necessários, com a minha auto estima  elevada eu potencializo as minhas credenciais. Com uma baixa autoestima, todo o meu histórico profissional desfalece diante do menor obstáculo.  
Como superar a pressão no ambiente de trabalho no momento de fragilidade?  
Por que você se sente fragilizado?  Quando você se sente fragilizado? Quem disse que você é frágil? Quando a sua fragilidade o prejudicou na vida? Temos na mão um pacote bomba atômica. Imaginamos o que seria um funcionário indo trabalhar todo o dia com essa bomba na mão e se deparando com um ambiente que reconhece que ele é frágil. Um chefe hostil testará sempre um funcionário frágil. Só a experiência não garante o sucesso profissional. A auto estima ajuda na vida profissional e faz com que o trabalho renda mais. Se eu tiver uma boa caixa de ferramentas com o que há de mais moderno nada  terá valor como desempenho profissional de sucesso. Se o meu potencial criativo e produtivo não estiver diretamente ligado  ao meu talento o meu desempenho não será satisfatório.
Crianças e adolescentes sofrem de baixa autoestima?
Sim, sofrem sim, ambientes hostis, códigos de violência, desrespeito, maus tratos, abuso, instabilidades emocionais e familiares em situações em que a criança e o adolescente se sentem explorados e desrespeitados como seres humanos. O abuso afeta a autoestima diretamente.
Quem aceita melhor a velhice e, por isso, consegue conservar a autoestima: o homem ou a mulher?
Nenhum os dois. Seria injusto colocar a velhice como sentido de decadência em uma questão de gênero. Tanto o homem quanto a mulher tem direito a uma história.

Psicóloga Claudia Baldo de Camargo, ela se dedica estimular a autoestima das pessoas. Segundo Claudia, a palavra significa “amor por mim’”, algo importante para manter-se de pé nas situações adversas da vida. Ela explica como detectar a baixa autoestima nas crianças e adolescentes e fala desse problema no cenário profissional.


Um comentário:

Beta disse...

Oi querida! Que bom que os livros chegaram!

Se vc puder, faça um post sobre isso ou me envie foto, tá?
Ai eu mando para editora e ela divulga.

bjkas

Voltar ao topo