domingo, 31 de março de 2013

Ele não está aqui. Ressuscitou!



No primeiro dia que se seguia ao sábado, Maria Madalena foi ao sepulcro, de manhã cedo, quando ainda estava escuro. Viu a pedra removida do sepulcro...  entretanto,  Maria se conservava do lado de fora perto do sepulcro e chorava. Inclinou-se para olhar dentro do sepulcro. Viu dois anjos vestidos de branco, sentado onde estivera o corpo de Jesus, um a cabeceira e outro aos pés. Eles  lhe perguntaram: Mulher porque choras? Ela respondeu: “Porque levaram o meu Senhor, e não sei onde o puseram”...
A ressurreição de Jesus não é a reanimação  de seu corpo levado e depositado num sepulcro  novo. É uma transformação total,  uma espiritualização plena do corpo de Jesus por obra do espírito do pai, o espírito Santo.
A condição carnal  de fraqueza leva Jesus à morte, termo comum da vida terrena de todos o seres humanos e, portanto, também de Jesus. Em Cristo, a morte é o termo da sua ”Kenosis’, do seu “esvaziamento“ total  de si, como diz São Paulo (Fil 2, 9).
Se Cristo terminasse a sua vida na morte teria sucumbido à fraqueza da carne e à força do pecado dos homens. O mal teria triunfado. O Pai vai mostrar que seu Filho, passa pela morte, mas triunfa sobre ela. Morto pelo pecado, vence - o pela ressurreição. Nela a glória e o poder de Jesus se manifestam.
A partir da ressurreição, esse poder de Deus que é o Espírito Santo invade a humanidade corporal de Jesus que passa, então, da experiência psíquica para a existência pneumática total. (pneuma= sopro, respiração, espírito; origem Hebraico) O corpo de Cristo transforma-se  em “corpo espiritual”, corpo de glória e de poder.
Os efeitos da ressurreição:

Os efeitos da ressurreição de Cristo não se limitam à transformação do seu corpo, nem a vitória sobre o pecado e a morte, pois Cristo  ressuscitou, não só para si mesmo, mas também para cada ser humano, possibilitando um novo ser, um novo conhecimento, e um novo modo de proceder.

O novo ser:

Depois da ressurreição, constata-se nos seguidores de Jesus, especialmente, nos  apóstolos e nos discípulos, uma transformação. São Paulo refere-se a essa transformação por ação  do Espírito do Ressuscitado como uma passagem do homem velho para o homem novo. Esta é a meta da conversão  de todo ser humano.
Transformação do conhecimento:

A vida nova que o cristão recebe manifesta -se por meio de um novo conhecimento. Vós vos revestistes de um homem novo, até atingires um conhecimento perfeito, segundo a imagem de Cristo. Isto se dá com os olhos do coração, isto é por meio de uma inteligência de amor.

ELE VIVE!
 
“Ele não está aqui, porque já ressuscitou”.
Até hoje estas palavras soam bem
Aos meus ouvidos.
O meu Jesus tão querido
Não está pregado à cruz.
Quando o anjo disse às mulheres
Vinde e vede o lugar onde o Senhor jazia.
Eu imagino a alegria
De Madalena e Maria.
Lá do alto um som se ouvia
Eram anjos em cantoria,
E em aramaico diziam:
Ressurrecto é o Senhor!

Hull de La Fuente

4 comentários:

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

A GRUTA ESTÁ VAZIA!!!
Beijos

Perola disse...

Vim te desejar uma feliz Páscoa amada,com muita paz,muito amor e muitas felicidades.
Seu blog é inspirador da fé e isso é muito importante.
Parabéns pelo bom gosto,seu texto é uma obra que todos deveriam ler e reler.
Um beijo grannnnnde.
Me perdoe pela demora,estou trabalhando muito.

Paula Li disse...

Feliz Páscoa e muito amor ao próximo.
Bjs

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida

Seremos recompensados pala nossa paciência, bondade, imparcialidade...

Feliz Páscoa!!!

Bjs fraternos de paz e bem

Voltar ao topo