domingo, 14 de novembro de 2010

Causas da ausência de Deus .


A carta pastora intitulada "O sentido de Deus", que deve ser relida e meditada,
é um dos melhores textos de nosso tempo. Pois se conseguirmos tomar 
consciência desta ausência de Deus e sofrer com isso, não estaremos longe
de encontrar o remédio. Entretanto, já nos acostumamos com este mal.
O Cardeal Suhard continua:"É de se admirar que o ateísmo universal atinja
os próprios cristãos? De tanto respirar esta atmosfera, acabam impregnados
dela. Através de todos os sentidos, aspira-se esse veneno sutil, cujo maior
perigo é que não mata, mas imuniza vítimas contra eles mesmos. Não é
preciso também ir muito longe para encontrar os "sem Deus". Deparamos 
com eles em cada passo. Grande número de batizados, sem serem ateus
autênticos, agem praticamente como se fossem."

Causas da ausência de Deus.

O homem, com grande rapidez, adquire domínio sobre a natureza, sobre
a sociedade e, até certo ponto, sobre si mesmo. E muitas vezes, a 
abundância dos bens pode afogar o homem. A multiplicidade dos bens
monopoliza o espírito tentando satisfazê-lo. Entretanto, a passagem da 
extrema miséria para a facilidade económica pode constituir um drama
para alguns. A simples  passagem do estado de pobreza para o primeiro
conforto eletrodoméstico apresenta mil tentações, sendo o egoísmo, o
fechamento em si mesmo,a primeira delas. 

Conhecem a parábola da geladeira?

Aquela família pobre há muito tempo sonhava comprar uma geladeira.
No dia em que, a preço de enormes sacrifícios, aquela coisa maravilhosa
chegou em casa, foi como o nascimento de  uma criança. " Lá onde está o 
seu tesouro, dizia Jesus, está também o seu coração..." Diante daquele 
novo tesouro, a geladeira, cada membro da família depositou o coração
no congelador.  E então, os corações daquela pobre gente foi se resfriando,
resfriando... Os vizinhos? O melhor era livrar-se deles, tinham mais o que 
fazer. A igreja? Não sobrava mais tempo para ocupar-se deste assunto, pois
era preciso fazer horas extras para liquidar as dívidas. Deus? Não havia mais
necessidade dele...
E como não sonhar em possuir uma geladeira hoje? Como escapar dos incontáveis
logros de uma publicidade tentacular, onipresente? Os próprios publicitários se 
apelidam de sondadores, manipuladores do inconsciente. Os mais sutis recursos
da psicologia são opostos em ação. Não se vendem geladeiras, carros , apartamentos,
mas felicidade, beleza, esperança, sol, prestígio.

Dom Hélder Câmara se preocupava muito com este problema. Dizia ele: "Precisamos
sair de um estado de miséria subumana, sem cair numa situação de super luxo
inumano".

Reflexões: II parte.

2 comentários:

orvalho do ceu disse...

Oi, querida
Cheguei da roça e tive dias felizes,sem consimismo, apesar dos festejos de 80 anos de uma linda senhora,religiosa e feliz...
O campo nos integra e nos afsta do que é dispensável...
Lindo seu post...
Temos que vigiar... além de orar...
Espero que seus dias tenham sido felizes também...
Fique com Deus,tenha paz e amor!!
Bjm

claudete disse...

Muito oportuna e interessante esta reflexão. O homem de hoje, principalmente os que acham que ascenderam socialmente , porquanto passaram a adquirir bens materiais, associam a sua vida deuses de "carne e osso", deletam o Deus verdadeiro porque o existir , o agora, não comporta viver a espiritualidade...Sabe acho que nós cristãos somos um pouco omissos com esta gente , sejam pobres ou ricos, quando na nossa timidez ou comodismo mesmo não fazemos a nossa parte de evangelizador. Tenho me questionado bastante...Não adianta viver minha religiosidade em quatro paredes ...Tenho que fazer algo a começar dentro da nossa casa, Muito boa sua postagem, gostei bastante do tema proposto. Abraços.

Voltar ao topo