terça-feira, 3 de agosto de 2010

Quem nunca pecou...

...que atire a primeira pedra.

Dessa forma, conta a bíblia, Jesus desafiou um grupo de pessoas
E as convenceu a não matar a pedradas uma mulher adúltera,
Como estavam prestes a fazer. As cenas embora ambientadas
Mais de dois mil anos atrás, são bastante atuais. No lugar de Jesus,
Porém, são anônimos, políticos e celebridades de todo o mundo a
Bradar pela vida de Sakineh, uma iraniana condenada pela justiça de 
De seu país, em pleno século 21, a morrer apedrejada.

A morte por apedrejamento ainda é usada em alguns países como 
Punição: O apedrejamento é uma prática milenar. Aparece na Bíblia
Em várias passagens, como na narração da intervenção de Jesus
Para salvar uma adúltera. Até hoje essa pena é praticada oficialmente
Em alguns países muçulmanos. (Irã, Nigéria e Sudão) O grupo de direitos 
Humanos Stop Stoning (fim ao apedrejamento) relata casos, também, em
Àreas de Paquistão, Somália e Iraque. Apesar de o Alcorão não mencionar 
O apedrejamento como pena, a lei islâmica aplicada em certas nações
Justifica por relatos da vida do profeta Maomé. 

A pena de morte por apedrejamento pode ser aplicada para homens e mulheres,
Principalmente em caso de adultério, mas há outros casos em que também podem
resultar nessa sentença.


Conforme as interpretações da lei islâmica, provar o adultério é muito díficil.
É necessário o testemunho de quatro homens justos ou três homens justos 
E duas mulheres justas ou quatro diferentes confissões do réu perante um 
Juíz. No Irã, porém, a maioria das sentenças de morte por apedrejamento não
É baseada em testemunhos ou confissões, mas no conhecimento ou na intuição
Do juiz, o que também é permitido pela legislação.


O código penal islâmico do Irã é muito específico sobre como o apedrejamento 
Deve ser executado. Os homens devem ser enterrados até a cintura, e as 
mulheres, até a altura do peito. As pedras não devem ser grandes o suficiente
Para ferir com gravidade, mas pequenas o bastante para não matar de uma vez
Só. O objetivo é causar o máximo de sofrimento pelo máximo de tempo,antes 
Da morte. Em alguns casos, se a pessoa não morre durante o apedrejamento,
É libertada. Dificilmente isso ocorre com mulheres, como os homens ficam com
Os braços livres podem se defender das pedras.
  


Fonte:Stop Stonig,www.stop-stoning.org
Retirei da zero hora de domingo 1º/o8/2010
  
Então Jesus disse: Quem de vós estiver sem pecado, 
seja o primeiro a lhe atirar uma pedra.... eles se foram
retirando um por um, até o último, a começar pelos mais idosos.
 (joão 8, 1-11)



Nenhum comentário:

Voltar ao topo