quinta-feira, 29 de julho de 2010

Ritual de passagem...


 Os índios Cherokees.

O pai leva o filho para a floresta no final da tarde, venda - lhe
Os olhos e deixa - o sozinho. O filho se senta no topo de uma 
Montanha e fica ali a noite toda e não pode remover a venda
Até que os raios de sol brilhem no dia seguinte. Ele não pode 
Gritar por socorro para ninguém. Se ele passar a noite toda lá 
Será considerado um homem. Ele não pode contar a experiência 
a outros meninos porque cada um deve tornar -se homem do 
Seu próprio modo, enfrentando o medo do desconhecido. 
Naturalmente o menino está amedrontado. Ele pode ouvir toda 
Espécie de barulho, os animais selvagens podem estar ao seu 
Redor. Talvez algum humano possa ferí-lo. Os insetos, as cobras,
Podem vir picá-lo. Ele pode estar com frio, com fome, com sede.
O vento sopra, a grama e a terra sacodem os tocos mas ele permanece
Ali sentado nunca removendo a venda de seus olhos. Segundo os
Cherokees, este é o único modo dele se tornar um homem.
Finalmente... após a noite horrível, o sol aparece e a venda é removida.
Então ele descobre o seu pai, sentado na montanha perto dele.
Ele estava ali a noite inteira, protegendo seu filho do perigo. 
Assim também é conosco, nunca estamos sozinhos, mesmo quando não
Percebemos, Deus está sentado ao nosso lado, olhando para nós.

Moral da história: Precisamos tirar a venda de nossos olhos e confiar
Que Deus está nos protegendo sempre. Apenas porque você não O vê, 
Não significa que Ele não esteja conosco.


Um comentário:

Walter Sasso disse...

Não podemos nos dar por perdidos enquanto tivermos os olhos da fé e da esperança.(Walter Sasso)
http://www.lapsoevirgula.blogspot.com

Voltar ao topo